O ano de 2017 foi muito produtivo para a ABSG e para os criadores de Santa Gertrudis. Em dezembro, a raça esteve presente no XI Leilão Virtual do CP CRV Lagoa, em Sertãozinho-SP, e pelo segundo ano consecutivo foi a raça que mais ganhou peso e teve a melhor conversão alimentar, repetindo o feito do ano passado. Os animais também foram destaque no quesito precocidade, acabamento de carcaça, marmoreio e AOL (área de olho de lombro). Com isso, mostrou mais uma vez sua capacidade e qualidade, surpreendendo todos os visitantes do Centro de Performance da CRV Lagoa.

Melhores do ano

Ainda em dezembro, a ABSG aproveitou para fazer a entrega dos melhores do ranking de 2017. A premiação foi realizada em Holambra, na Fazenda Taquari, de propriedade do Sr. Henricus Becker . O grande vencedor este ano foi o criador Antônio Roberto Alves Corrêa, presidente eleito para o biênio 2018 e 2019. 

Durante o dia de campo e encerramento, foi realizada a apresentação dos animais, progênies e explicação de como é feito o manejo de Santa Gertrudis dentro da fazenda para todos os criadores que estavam presente, além do Gerente Executivo de Inovação e Reganho CRV Lagoa, César Franzon.

César pode ver de perto a progênie dos touros Gladiador e Justus, ambos contratados da CRV Lagoa e que são os grandes destaques do novo Santa Gertrudis pelo Brasil.

Colegiado de jurados

Em novembro, a Associação Brasileira de Santa Gertrudis realizou na Fazenda União do Brasil, em Buri-SP, a reunião anual do colegiado de jurados. Após discussão, foram apresentadas várias categorias de animais PO. Em fêmeas, ficou estipulado bezerras de 10 a 12 meses, novilha menor de 12 a 15 meses; novilhas a campo de 12 a 18 meses; novilhas de 18 a 24 meses; vacas jovens de 24 a 36 meses e vacas adultas com mais de 36 meses. Em machos: bezerros de 10 a 12 meses, júnior menor de 12 a 15 meses, touros de 17 a 19 meses; touros jovens e touros com mais de 36 meses.

Todos os animais foram avaliados e classificados pelos jurados presentes segundo os seguintes critérios, funcionalidade, produtividade, harmonia, equilíbrio e expressão racial.

"A reunião técnica foi altamente produtiva e muito bem assimilada por todos, que tiveram uma efetiva participação e colaboração para o sucesso dessa reunião. Certamente, todos poderão utilizar essa experiência nos futuros julgamentos oficiais da Raça Santa Gertrudis no País", explica o médico veterinário José Arnaldo Amstalden, que também é superintendente técnico da ABSG. 

Mais um ano de trabalho do mais completo teste de performance da pecuária brasileira será finalizado em grande estilo no próximo dia 9 de dezembro. Na ocasião, a partir das 14h, será realizado o XI Leilão Virtual do Centro de Performance CRV Lagoa, que terá transmissão ao vivo para todo o Brasil pelo Canal do Boi e ponto de apoio em Sertãozinho (SP). 

Serão ofertados 60 touros jovens de diversas raças, classificados entre os 30% melhores de todos os animais avaliados no CP CRV Lagoa dentro de cada raça. Entre as raças, destaque para o Santa Gertrudis, 

As características avaliadas foram peso, ganho de peso, perímetro escrotal, área de olho de lombo (AOL), espessura de gordura subcutânea (EGS), marmoreio, conformação, precocidade de terminação, musculatura, umbigo, temperamento, eficiência alimentar e avaliação morfológica feita pelos técnicos de cada uma das raças.

Em 2017, foram avaliados 578 animais, sendo 406 machos e 172 fêmeas – neste caso, todas da raça Senepol. Participaram 67 criadores de oito Estados e Distrito Federal.

Cassiano Pelle, gerente do CP CRV Lagoa, destaca que houve um crescimento de aproximadamente 7% no número de animais participantes, mostrando que, mesmo num ano difícil economicamente, os criadores conseguem enxergar que não há como ser eficiente na produção pecuária se não medir e avaliar. “O produtor já viu que o caminho é uma pecuária mais eficiente, pois os concorrentes são muitos e, se não houver tecnologia, a atividade não se sustenta”, ressalta.

“Para a CRV Lagoa, o CP é uma fonte de identificação de animais superiores que podem vir a integrar a bateria comercial de touros da empresa, e com isso levar melhores resultados aos nossos clientes, colocando-nos como conselheiro confiável do produtor”, conclui o gerente.