NOTÍCIAS

Nota de pesar: CORIOLANO MOREIRA DE OLIVEIRA

  CORIOLANO MOREIRA DE OLIVEIRA, Cori, como era conhecido, foi um grande pecuarista e entusiasta da Raça Santa Gertrudis. Casado com Dna. Zélia Oliveira,  tiveram cinco filhos. Viveu na região do Sul da Bahia, em Itapetinga. 

  Iniciou sua criação de Santa Gertrudis em 1968, adquirindo 1 touro e 2 fêmeas puras do King Rancho do Brasil, (rebanho nº 1), posteriormente adquirindo outros exemplares do Condomínio Fazenda Santa Bárbara (rebanho nº 4, da Família Quartim Barbosa) e, por último, da  Fazenda Angélica (rebanho nº 6) onde fez amizade com o casal Campos Sales ( Dª Zita Campos Sales). Divulgou a raça pelo Nordeste, fornecendo touros para cruzamento e fêmeas para formação de novos 

plantéis.

  Foi proprietário de diversas fazendas, mas a referência foi a FAZENDA TEXANA, onde existiu o rebanho puro com 150 matrizes, onde criou uma Central de coleta de sêmen.Ingressou na ABSG em 12/03/1968, quando recebeu o número de rebanho 64, e teve como Sócio Proponente outro criador entusiasta, Sr. Cornélio Moreira, rebanho 18, sediado em Nanuque – MG. Importou animais dos EUA, na década de 1970 e participou do 1º Congresso Internacional de Santa Gertrudis, em 1978, no Parque Água Branca – SP. Participou de eventos em diversos locais do Nordeste, vendendo a raça para toda a região. Na época, fez muito cruzamento em cima do rebanho existente,  que eram vacadas mestiças de Indubrasil e de Guzerá, onde obteve um grande resultado. 

  Sendo um grande entusiasta da raça, implantou na CEPLAC com o seu presidente José de Souza Amorim, em Itabuna, um rebanho experimental da raça naquela cidade, tendo como parceiro outro criador, o Dr. Carlos Germano.

Cori, uma pessoa muito simpática muito alegre, só alegria!!! Muito amigo do Sr Luiz e Anitta Bannwart e de Garon Maia, de Araçatuba. José Arnaldo Amstalden, “Superintendente técnico da raça“, se lembra de uma ocasião que voou de avião de Itapetinga para Salvador, e que, na ocasião, morreu de medo pois o avião era pequeno. Estava acompanhado do Sr Cori, sua esposa Zélia e seu filho Cid.  Fato  interessante ocorreu na década de 80, durante a gravação da novela Roque Santeiro onde os personagens Sinhozinho Malta (Lima Duarte) e Viúva Porcina (Regina Duarte) viajaram para o Texas para comprar Santa Gertrudis e trazer para o Brasil. Nessa mesma época, o Sr. Cori estava no Texas numa visita a exposição acompanhado do Sr Luiz Bannwart e lá se encontraram com atores na gravação, sendo um encontro bastante interessante. 

  Sem dúvida, uma pessoa emblemática na pecuária Brasileira!!

A ABSG deseja a todos os familiares votos de pesar!