Santa Gertrudis está "no ponto" para o mercado atual

06 ABR 2017

Gustavo Barreto, diretor de marketing da associação dos criadores, fala sobre a evolução genética da raça

O Santa Gertrudis está presente do Rio Grande do Sul ao Pará, com importantes criatórios também no Nordeste. Essa adaptabilidade a climas tão diferentes, entre outros fatores, tem contribuído para o crescimento da raça sintética, originária dos Estados Unidos, que hoje já se espalha por diversos países da América do Sul e da África.

É sobre o trabalho dos criadores brasileiros e a vocação do Santa Gertrudis que o diretor de marketing da associação de criadores, Gustavo Barreto, falou ao repórter Alisson Freitas, do Portal DBO.